PJe é apresentado em mais três Comarcas

 Em Sem categoria
A comunidade jurídica de Alfenas, São Sebastião do Paraíso e Passos conheceram o Processo Judicial eletrônico (PJe-CNJ) 1ª Instância.  Uma equipe de magistrados e servidores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) apresentou ao público – juízes, defensores públicos, promotores, servidores, entre outros – informações sobre a implantação do processo eletrônico na comarca.
O Processo Judicial eletrônico (PJe) conta, atualmente, com mais de 59 mil usuários ativos e mais de 502 mil processos em 236 órgãos julgadores das 29 comarcas de entrância especial.

Implantação
Segundo cronograma, a partir de 3 de outubro de 2016, o padrão de movimentação processual de natureza cível nessas comarcas passa a ser virtual. Acesse o cronograma.

O Processo Judicial eletrônico (PJe-CNJ – 1ª Instância) adotado pelo TJMG é um sistema informatizado que proporciona que todo o procedimento judicial seja em meio eletrônico. Assim, todo armazenamento e manipulação dos autos é feito por esse meio e não mais em papel. O processo eletrônico já está presente em 29 comarcas de entrância especial.

O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Herbert Carneiro, explica que o PJe chega a essas comarcas para trazer aos cidadãos a modernidade, a automação e a gestão sustentável do Poder Judiciário. “A proposta é caminharmos para um futuro no qual o Poder Judiciário traga ao usuário a solução de conflitos de forma mais célere”, diz.

No TJMG, o processo eletrônico foi implantado em setembro de 2012 como projeto-piloto nas Varas Regionais do Barreiro, em Belo Horizonte, e está sendo estendido gradativamente para a Justiça Comum de Primeira Instância, conforme cronograma definido pela Presidência.

Fonte: TJMG

Você pode gostar destes também:

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar