Curso de PJ-e/ JP-e em Passos

 em caamg, caavanguarda, Institucional

Advogados e advogadas de Passos e região tiveram a oportunidade de aprender sobre o PJ-e e JP-e em cursos ofertados pela Caixa de Assistência dos Advogados de Minas Gerais nos dias 11 e 12 de Julho.

A presidente da 51º subseção/ Passos, Maria Lúcia de Abreu enfatizou a importância dessa capacitação, já que é um processo totalmente informatizado e isso pode gerar dificuldades.  “O curso vem justamente contribuir para andamento do trabalho diário do advogado porque ainda há muita dificuldade, e todos nós teremos oportunidade de tirar dúvidas advindas dessa alteração”, afirma.

Em entrevista, o representante/delegado da CAA Vanguarda em Passos, Lucas Neves de Faria falou sobre o papel que a Caixa de Assistência dos Advogados de Minas Gerais desempenha em todo o estado, inclusive por meio de capacitações educativas. “Uma equipe da CAA tem passado nas subseções mineiras, ministrando palestras e diversos outros cursos. Atualmente estamos tendo oportunidade de participar do curso PJ-e, a fim de capacitar os colegas de profissão para o acesso e inovações trazidas para o Processo Judicial Eletrônico”, conta.

A advogada, Jacqueline Ávila Ferreira foi uma das alunas do curso e elogiou a iniciativa, “o curso do Pj-e é muito importante para nós advogados (as), pois através dele começaremos a ter mais segurança para realizar nossas atividades jurídicas dentro da plataforma disponibilizada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais”, afirma.

Sobre PJ-e e Jp-e

Desde o ano de 2014, a Caixa de Assistência mineira oferece a certificação digital para os profissionais do Direito, assim como cursos sobre PJ-e e JP-e. Os sistemas são desenvolvidos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com os tribunais e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para a automação do Judiciário.

Resolução 185/2013 do CNJ, que instituiu o Sistema Processo Judicial Eletrônico (PJE), estabeleceu regras para a sua implementação, obrigando todos os tribunais a adotarem este sistema até o fim de 2018. Alguns tribunais já adotaram, mas ainda encontram-se, no Brasil, diversos sistemas diferentes.

Gláucia Campolina

Gláucia Campolina é advogada, fundadora da “Camargos Campolina Sociedade Individual de Advocacia”. É pós-graduada pela PUC-MG em Direito Processual (individual de advocacia), especialista em Direito do Trabalho, professora titular da pós-graduação da Escola Superior de Advocacia (ESA/MG), Conselheira Seccional da OAB/MG – gestão 2016/2018, e Conselheira Fiscal da AMAT/MG – gestão 2016/2018.

Postagens Recomendadas

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Dia do Rock