Case de Sucesso: Juliana Pacheco

 em Artigo, Delegados, Empreender Direito, Gestão Legal na PRÁTICA, Institucional, Mulher Advogada, Serviços e Programas, Subseções

Quando a Caixa de Assistência dos Advogados de Minas Gerais (CAA Vanguarda) me convidou para fazer um breve texto, cujo tema seria: “Case de Sucesso Juliana Pacheco”, meu primeiro pensamento foi de que eu recusaria este convite, pois isso soaria muito soberbo e arrogante. Dois dias se passaram e eu resolvi ler algumas definições do que é SUCESSO e, ao final, concluí que é uma das palavras mais subjetivas que eu já analisei na minha vida. Foi então que escrevi este breve artigo.

O que é sucesso?

Sucesso para mim é um estado de espírito conquistado por suas realizações ao longo da sua trajetória e representado pela situação de vida que se encontra no momento atual.

Linha do tempo

 Eu comecei a trabalhar aos 14 anos em um restaurante em Miraí (MG) com a intenção de usar o dinheiro para comprar roupas e pagar um curso de redação quando eu viesse a estudar em Juiz de Fora, e assim o fiz. Consegui nota máxima na redação, que me garantiu passar no vestibular de Direito da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), que era considerada a melhor faculdade de direito do Brasil naquela época. Em 2001, quando eu tinha 21 anos e ainda estava no início da faculdade, eu comecei a trabalhar na Prolink, com o único objetivo de conseguir assumir minhas contas e tirar esta obrigação do orçamento do meu pai, cuja renda mensal não merecia um peso tão grande.

Eu me casei em 2002 e meu marido também fazia faculdade. Felizmente, ele sempre compreendeu meus momentos profissionais, e quando eu comecei a “crescer” na empresa e viajei por 8 longos anos, ficando em casa 1 semana a cada 2 ou 3 meses, pois eu acreditava que somente indo nos escritórios de advocacia e vivenciando a realidade deles eu poderia praticar a Gestão Legal, ele compreendeu e me apoiou.

Em 2016 o destino me permitiu voltar a compartilhar minhas experiências, não só através de consultoria para Escritórios de Advocacia, mas desta vez com uma agradável surpresa, pois tenho ministrado cursos de Gestão Legal em parceria com a CAA Vanguarda desde 2017 e me realizando cada dia mais.

Mãe empreendedora

 Meu filho nasceu em 2012, e isso me impossibilitou de viajar tanto e abriu novos horizontes, já que a empresa que eu trabalhava foi comprada por uma grande multinacional.

Para eu viajar com tranquilidade, já que meu marido muitas das vezes chega bem tarde em casa, meu filho estuda em uma escola integral, e a responsabilidade de buscá-lo é de uma babá; um anjo em nossas vidas, que tem uma remuneração justa pelo que faz, e que cuida do meu pequeno e me deixa trabalhar com tranquilidade.

Quando não estou em viagem, tento “compensar” meu filho pelo tempo que estive ausente, não com presentes, mas com minha presença, pois o levo para a natação, vamos ao shopping em dia normal de semana, às vezes fazemos lanche da noite em uma padaria da cidade que ele ama, ou seja, me dedico ao máximo a ele.

Se posso dizer que tenho um caso de sucesso? Na minha opinião, sim!!! Sou uma mãe feliz, uma esposa feliz, e uma profissional que ama o que faz e é respeitada por isso. Se estou sendo convencida e presunçosa ao dizer isso? Talvez sim. Mas voltando ao meu entendimento do que é SUCESSO, tenho convicção de que, neste momento, eu o alcancei em minha vida, pois tenho um equilíbrio que julgo necessário entre minha vida pessoal e profissional.

 

Postagens Recomendadas

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Empreendedorismo feminino na advocacia mineira