CAAMG NA LUTA CONTRA O CÂNCER DE PRÓSTATA

 em caamg, Novembro Azul

Você sabia que no Brasil a cada hora, sete homens recebem o diagnóstico de câncer de próstata?  E que este tipo de câncer é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma?

Ele é a causa de morte de 28,6% da população masculina. Somente entre 2016 e 2017, 61,2 mil novos casos foram estimados pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Com base nisto, a Caixa de Assistência dos Advogados de Minas Gerais, que sempre valoriza e se preocupa com seu maior patrimônio: a advocacia mineira, abraça, mais uma vez, a campanha Novembro Azul, visando a conscientização de toda a classe, em especial, aos advogados, sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

NOVEMBRO AZUL

A campanha existe com o objetivo de estimular a população masculina a superar a vergonha em relação ao assunto e cuidar da saúde. Os aspectos culturais, como o machismo, têm impacto no diagnóstico e controle da doença, muitas vezes associada com a perda da virilidade. Como consequência, há o isolamento e a baixa autoestima do paciente que, não raro, tem dificuldade para buscar ajuda médica e durante o tratamento precisa se afastar das atividades laborais.

O CÂNCER DE PRÓSTATA

Do tamanho de uma castanha e localizada abaixo da bexiga, a principal função da próstata é produzir uma secreção fluida para nutrição e transporte dos espermatozoides. Ao longo da vida, a glândula pode desenvolver três doenças: a prostatite (inflamação), a hiperplasia prostática benigna – HPB (crescimento benigno) e o câncer.

A única forma de garantir a cura do câncer de próstata é o diagnóstico precoce. Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula. Cerca de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados somente pela alteração no toque retal.

Fatores de risco:

– Histórico familiar de câncer de próstata: pai, irmão e tio

– Obesidade

– Sedentarismo

6 ATITUDES PARA PREVENIR O CÂNCER DE PRÓSTATA

1)    Perder (ou manter) o peso;

2)    Dormir bem;

3)    Vencer o medo do urologista;

4)    Parar de fumar;

5)    Ter cuidado com a reposição hormonal;

6)    Realizar os exames preventivos.

FONTES:

Ministério da Saúde

Instituto Nacional de Câncer

Portal da Urologia

Postagens Recentes

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

PROTAGONISMO E VALORIZAÇÃO DA ADVOCACIA