13 de julho: Dia Mundial do Rock

 Em Dia Mundial do Rock, Institucional, Subseções

Em 1985, os músicos e produtores Bob Geldof e Midge Ure se uniram em prol de uma causa ímpar: arrecadar fundos para combater a fome na Etiópia. Não medindo esforços e driblando os desafios técnicos daquela época, nasceu, em 13 de julho 1985, o festival Live Aid. Realizado simultaneamente no Wembley Stadium, em Londres, e no JFK Stadium, na Filadélfia, o concerto internacional reuniu nomes como: David Bowie, Paul McCartney, Queen, Elton John, B.B King, Bob Dylan, Tina Turner, Mick Jagger, Crosby, Stills, Nash & Young, Black Sabbath, Eric Clapton, Led Zeppelin, Madonna, U2, entre outros monstros do Rock.

O evento foi transmitido ao vivo para mais de 1,5 bilhões de pessoas em 100 países, arrecadando cerca de 283 milhões de dólares.

Advogado Rock ‘n` Roll

Para o advogado Matheus Andrade, a música e o Direito caminham lado a lado. “Música não é um prazer, tampouco um hobbie, é uma necessidade. O Direito é processo, sequência lógica de atos, assim como na música. É treino, é assimilação. A compreensão da teoria em ambos os casos demanda um amadurecimento. É muito bonito olhar para um instrumento musical, assim como traçar uma estratégia jurídica e, com o tempo, saber interpretá-las”, ressalta.

 

O advogado Matheus Andrade durante o show de sua banda

Você sabia?

Celebrado desde meados dos anos 90, o “Dia Mundial do Rock” tornou-se uma data tipicamente brasileira, uma vez que não é reconhecida no calendário internacional. Fazendo jus a esta corrente nacional, não se esqueça: 13 de julho é dia de Rock, baby!

Você pode gostar destes também:

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar